top of page

Como engajar a equipe na Missão Empresarial




Qual líder ou empresário não deseja que seu time esteja altamente motivado, inspirado e engajado no dia a dia, buscando dar sua máxima contribuição possível e trabalhando em harmonia?


Acredito que todos os líderes verdadeiros.


Porque existem falsos líderes. Pessoas que não se importam com as pessoas que servem na sua organização. Querem resultados, porém não desenvolvem as pessoas para isso.


Só cobram e não servem.


Mas mesmo os verdadeiros líderes, que são conscientes de que os resultados dependem do desenvolvimento da equipe, em geral não sabem quais são as melhores estratégias para obter o melhor de cada um, assim como do esforço coletivo.


Felizmente, estudos sobre as melhores equipes do Brasil e do mundo, que conseguem se sustentar dando super resultados em suas organizações, demonstram que tipos de atitudes e habilidades são necessárias desenvolver.


Exemplo disso é o estudo de Jim Collins, descrito em vários livros que já são referências para líderes empresariais, como também para outros tipos de líderes.


Jim cita que uma de suas descobertas foi que os talentos e o caráter influenciam muito mais nos resultados, do que conhecimento e experiência.


Também ensina, de modo similar a outro guru dos negócios, Simon Sinek, que trabalhar por Propósito motiva e engaja muito mais do que trabalhar por apenas salário ou benefícios pessoais.


Somos mais felizes e motivados quando vemos os impactos positivos que nossas ações causaram na vida de outras pessoas. É da natureza humana!


Agora serei mais direto com você:


É preciso que os líderes aprendam a identificar os dons, talentos e virtudes inatos de seus colaboradores, como também suas paixões, valores, sonhos, interesses, competências, fraquezas, medos etc. Enfim, seus pontos fortes e fracos.


E a partir disso, ajudá-los a compreender sua Missão pessoal, ou seja, a maneira específica e concreta em que podem usar, combinar e desenvolver seus pontos fortes para dar sua máxima contribuição possível para a Missão Organizacional. Na função certa - ou criada para aquele indivíduo.


Bem como ajudá-los a alinhar seus Valores pessoais aos Valores Organizacionais.


E por fim, alinhar sua Visão de Futuro pessoal de longo prazo à Visão Organizacional.


Então, alinhando o "quê" ao "como" e ao "porque", teremos colaboradores motivados, engajados e trabalhando em sinergia com alegria, lealdade e dedicação.


Como ensina a filosofia japonesa "Ikigai", juntando o que cada um mais ama fazer ao que que melhor faz naturalmente, ao que o mundo precisa e ao que estão dispostos a pagar, o indivíduo encontra sua "razão de ser" ou propósito.


E quando temos líderes e colaboradores assim congruentes e íntegros, temos uma organização saudável, altamente produtiva e inovadora.


Só resta lembrar que tanto a Missão concreta e específica, quanto o Propósito abstrato dos benefícios que a Missão traz, devem evoluir com o tempo, a formas cada vez mais adaptadas às necessidades e oportunidades internas e externas, e aos novos níveis de consciência.


________________________________________


Maksuri (Mauro Press) é Mentor de Missão de Vida na carreira e nos negócios. Autor do best seller "A Era dos Talentos", graduado em Medicina, pós-graduado em Homeopatia e em Psicologia Junguiana, instrutor internacional de Condor Blanco, palestrante, coach e consultor especializado nas áreas da Autoliderança, Gestão de Carreira, Liderança, Coaching de Talentos, Empreendedorismo, Oratória, Inteligência Emocional, Inteligência Espiritual e Gestão por Talentos e Competências.

Comentarios


bottom of page